Páginas

Seguidores

Marcadores

Amigas (9) Blogando... (3) Brasil (4) Cidade (1) Citaçáo (1) DVDs (1) Enquete (1) Família (4) Felipe (2) Férias (1) Festas (4) Filhos (13) Filme (3) Filmes (2) Filosofando (10) Livros (27) Mãe (8) Mulher (7) Música (5) Pai (5) Pausa... (1) Pedro (20) Pensamento (2) Pensando... (21) Piada (2) Poesia (2) Política (9) Refletindo... (40) Tina (1) Viagem (11) Vovó (4)

domingo, 25 de abril de 2010

Diário do Pedro - Parte X

Hoje é aniversário da minha filha, da mãe do Pedro!!!! Muitas, mas muitas felicidades mesmo, querida Pati! Seu maior presente chegou dia 12/03, e eu já aqui tão longe, peço e agradeço a Deus por sua vida, que seja cada dia mais feliz!
Quando Pedro completou 40 dias a vovó Sonica retornou para o Brasil.
O vulcão deu uma trégua, e já estou na minha doce casa, graças ao bom Deus! E assim vou terminando esse breve relato dessa nova e maravilhosa jornada que pude viver e conviver com minha filha, genro e neto; experiência única, onde revivi minha maternidade e acompanhei os primeiros passos de minha filha nessa viagem culminante da delícia de ser mulher!
Muitas passagens ficarão na memória e não serão apagadas por nada; a vida continuará bela, ou melhor, mais bela ainda, graças ao nascimento de uma criança, uma benção sem comparação.
Volto ao meu dia-a-dia renovada, agradecida e pronta para aprender novas lições e partilhar aquilo que compreendi.
A partir dessa segunda-feira, minha "velha" rotina ganha ares novos, pois o Amor conseguiu promover uma reviravolta em todo meu ser. Estou pronta para continuar a viver... conviver...amar...perdoar...entender...aceitar...discutir...indignar...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Diário - Parte IX

Hoje vou mudar o rumo do meu diário, p/ falar um pouco das mulheres desta cidade, das impressões desta "temporada deliciosa" que estou passando aqui.
Inicio dizendo: “Chico, me perdoe, mas acho que “devemos nos mirar no exemplo das mulheres de Groningen”, que pelo-amor-de-Deus, como são bonitas, E MAGRAS!
Começando pelas “mulheres-bebezinhas”, dá vontade de roubá-las. Todas usam umas roupinhas diferentes, claro com o frio que faz aqui, é completamente outra coisa do que estou acostumada, e são lindinhas demais!
As maiorzinhas, não têm uma só feia. Hoje me deparei com três meninas de 7 anos, as três banguelinhas, e não menos lindas!
Agora, as adolescentes até as de 40, dá vontade de dar uma surra! São de chamar atenção mesmo! Forma aquele corredor de bikes na cidade, e todas loiras, altas, magras, pernas torneadas, bem-vestidas, e de roupas lindíssimas!
E aí, vem o melhor da história de hoje (16/04)! Euzinha deixo a Pati e o Pedro em casa, e vou dar uma volta pela cidade; fora do peso, roupas nada a ver, resolvo entrar na Zara, p/ experimentar umas roupitchas!
Primeiro, dou uma olhada pela loja recém inaugurada, uma casa antiga, belíssima e toda reformada, e fico babando nas roupas; olho ao meu lado, 2 moças chiquetérrimas, escolhendo quase as mesmas coisas que eu; a loja estava bombando de gente e de roupas bonitas. Vou escolhendo, separando, e vou procurar o trocador(paskmynte!) Uma fila, devo esperar minha vez. Continuo observando aquelas moças e vou me achando feinha perto delas, mas não vou ligando muito não. De repente, quando chega minha vez de entrar no paskmynte, que mais parecia um closet, com um espelho enorme, e quando me vi, me achei mais feinha ainda. Bem, comecei a experimentar as roupas, e NADA estava me servindo! Foi me dando um nervoso, que quase gritei! O pior foi uma calça jeans skynni, que parou no meio da perna, nem subia e nem descia, e pensei: mamma mia que faço agora? Bem, ela saiu depois de um grande esforço! Gostei de uma outra calça que deu certo, grazie a Dio, e duas blusas! Bom, melhorou um pouco meu humor! Quando fui pagar, outro stress! As blusas não estavam com o preço certo, estavam bem mais caras, e eu com meu inglês more or less, fiz a moça do caixa (linda também) desfazer a compra p/ eu levar só a calça. Não preciso dizer que ela não gostou, e que eu nem liguei. Formou-se uma fila de moça bonita atrás de mim, e eu continuei não ligando (e me achando!) até que a transação finalizou.
Agora vem o melhor da história: quando a mulherada passa dos 40, a coisa muda de figura: todas continuam com o corpão lindo, mas o rosto, ninguém merece! Viram uns trubufus, pois fumam demais (é difícil ver alguém sem um cigarro!), não devem usar filtro solar, usam maquiagem exagerada, e viram umas baratas-descascadas! Tudo bem que as pernas continuam duríssimas, (o abdômen... Ahã?, me recuso a falar), elas continuam chiques, pois o clima favorece, mas aí a gente não sabe mais se tem 40, 50, 60, 70 ou mais ainda ! E a vingança vira maligna! Porque pensando bem, é melhor ser mais cheinha, com um corpo que às vezes não cabe nas roupas que vc “pensa” que quer, e aparentar a sua idade verdadeira ou até uns aninhos a menos... Ri muito de mim mesma, e voltei pra casa toda feliz com o corpitchio-que-Deus-me-deu... uma calça nova na sacola, e com a certeza de que a canção deve continuar é assim mesmo: “Mirem-se no exemplo, daquelas mulheres de Atenas...”
19/04- Estou impedida de ir embora, e o Pedro AMOU essa história de vulcão em erupçao!

sábado, 17 de abril de 2010

ParteVIII - Pedro

O Pedro fez sua primeira visita ao pediatra, pois completou seu primeiro mês de vida! Quando estava com 12 dias, a enfermeira pediatra veio examiná-lo aqui em casa, e fez também o teste do pezinho (não é o máximo vir fazer o teste e examinar o bebê em casa?).
Ficamos felizes demais, pois ele pesou 4.600 grs ! Engordou mais de 1 quilo! Parabéns ao bebê que está mamando p/ caramba, e a mamãe que fornece o leite com tanto carinho e amor!
Agora, quanto ao comprimento, é muito interessante a maneira como é feito esse acompanhamento: todos os bebês ficam a maior parte do tempo com as perninhas encolhidas, e só alongam quando choram; a conduta daqui é deixá-los nessa posição e não forçá-los de maneira alguma, ainda mais só para fazer uma medição correta; quando ele nasceu não mediram, fizeram uma estimativa que ele mediu por volta de 50 cm e hoje a médica colocou-o para medir, mas como ele não “se esticou” sozinho, ela também não forçou, e do jeito que ele estava mediu 53; no segundo mês de vida, ela já pode fazer isso com segurança, pois o risco de uma lesão na articulação não existe mais; segundo ela, pode dar uma diferença significativa nestes cm por conta dessa “preocupação” em não esticá-lo (again, não é o máximo?).
Foi feita também a medição da circunferência craniana, e com essa medida, mais a média da altura do Junior e da Patrícia, e mais a medida dele, sua altura foi calculada em 1,84cm. "Que gato!"
Auscultou, examinou, e o Pedro está super bem, graças a Deus! Agendou a próxima consulta para o próximo mês, iniciando a vacinação; esse calendário é um pouco diferente do Brasil.
Satisfação total dos papais de primeira viagem (e da vovó Sonica, claro!) com relaçao ao Sistema de Saúde da Holanda!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Diário de bordo - Pedro - Parte VII

A cólica do Pedro está melhorando dia a dia. Não está tomando nada de remédio, e muito de vez em quando, uma Funchicória na chupeta. E só.
Sua rotina está assim: durante a noite, dá um intervalo de 4 horas, já deu de 5 por 2 dias, e durante o dia o relóginho de 3 em 3 mais ou menos. O banho é dado antes do nosso almoço, e depois ele tira sua melhor soneca. Pode ser melhor?
A Pati me surpreende todo dia. Realmente uma mãezona de primeiríssima qualidade! Tem paciência, jeito e muito, muito amor para dar a esse filho! Ela curte a maternagem de maneira espontânea, inteira, carinhosamente! O Junior nos finais de semana assume seu lado paizão, e gosta de dar o banho, trocar quando necessário, e todo feliz da vida curte ao máximo seu bebê.
Sinto que vou deixar saudades (e sentir mais ainda!), peró vou voltar com tranqüilidade, pois a família está muito bem, e vai ficar cada dia melhor. Fico mais uma semana, e com certeza, será o tempo exato. Eles seguirão a nova vida com muita segurança, alguns pequenos tropeços, muitas risadas, e muito amor!

Hoje (11/04) fomos visitar Keukenhof o parque das flores da Holanda, o mais famoso da Europa: tulipas, orquídeas, hortênsias, antúrios, e mais uma penca de variedades! Foi uma pequena viagem, que valeu completamente a pena. O dia estava nublado, 9 graus com sensação de 3 brbrbrbr; demos banho no Pedro, ele mamou e saímos; ele dormiu até lá (2 horas de viagem), mamou novamente um pouco, e entramos no parque. Que parque! Turistas do mundo todo, estacionamento tipo Disney, e uma beleza indescritível. Não vou perder da minha memória o colorido e o cheiro daquelas flores! Que maravilha! A volta foi pitoresca, admirando a linda paisagem da Holanda, seus moinhos de vento, a planície exuberante, a pequena aflição quando ficamos (sem perceber) abaixo do nível do mar. E para finalizar esse dia tão gostoso, jantei o melhor Mac da minha vida, juro, Deutch Deluxe! Não sou fã de lanches Mac, mas desse eu fiquei! Se alguém vier p/ essas bandas, não deixem de experimentar! Mais um dia inesquecível na companhia desta família que acabou de se formar, e que eu amo tanto!

Minha nora perguntou qual minha opinião sobre música para bebês. Acho esse assunto tão interessante, e acredito que eles ouvem e curtem. Há estudos sérios sobre esse tema, e a maioria tem resultado favorável. O Pedro, p.ex., ouve todos os dias, desde a concepção, Pati é também movida à música. Desde que ele nasceu ela coloca os CDs dele (sim, ele já começou sua coleção com os que ganhou!): Lullabies orquestradas, Lullaby Renditions of U2, Canções de Ninar (Coleção Palavra Cantada) e Pequeno Cidadão, intercala com músicas brasileiras e internacionais, e nós temos certeza que ele gosta, pois ele é um nenê calmo e tranqüilo.
Eu sempre ouvi muita música durante a gravidez, e meus três filhos gostam muito; quando engravidei do Eduardo, estava ligadíssima à música; estudava piano e violão, e hoje ele toca muito bem violão e guitarra.

Terminei o "Millenium", e fiquei extasiada (Obrigada Regina Cavalini pela dica de chegar a pág. 70!). O livro é bárbaro, não conseguia mais parar, levei até pito da Pati; a trama é daquelas que fica por muito tempo nos acompanhando. Claro que vou ler os outros dois da trilogia de Stieg Larsson.
Iniciei “A História de Edgard Sawtelle”, e me envolvi. Muito bom; o autor é um novato, David Wroblewski, este é seu primeiro livro.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

8 de Abril - Parabéns, filho querido!

Hj é seu dia, Du, e vou passar longe de você!
Mas olha, é por uma ótima causa, voce ganhou seu primeiro sobrinho!!! E olha só, fico chamando o Pedro de Eduardo muitas vezes ao dia!
Quando me lembro de vc bebê, fico com os olhos cheinhos d'água...Vc foi um bebê e um menino delicioso! Não deu nenhum trabalho, e o melhor, sempre teve o bom humor como companheiro! Espirituoso, inteligente, observador. Sempre olhando para o lado fácil da vida.
Quando estava com 4 anos, se escondeu em cima de uma árvore grande, na Florestinha, que deixou todos alarmados. Quando cheguei para buscá-lo, a diretora me disse: "Mãe, ele não saiu da escola, temos certeza, mas ainda não o encontramos, ele se escondeu bem demais!" Olhei rápido para cima, e lá estava voce, sentadinho num galho da árvore, e sorrindo me disse: "Mãe, me ajuda, não conségo descer!"
Sempre me vem a mente esse episódio, e me dá uma grande saudade...Com ele chegam muitos outros, como o dia da chuva forte, vc escapou, chegou ensopado, me olhou de lado..."mãe, a chuva tava boa prá caraia!"...
Mas, a vida é assim mesmo; e o maior barato é poder ver o desenvolvimento dos filhos. Agradeço a Deus todos os dias pela vida de voces, e peço a Ele bençãos, muitas bençãos.
Hj não foi diferente, e agradeci por muita coisa, mas principalmente pela sua bondade, que chega a ser palpável, meu querido.
Parabéns, meu filho! Muitas felicidades para sua vida toda!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Parte VI Diário de bordo do Pedro

04/04- A cólica não deu as caras ontem, mas hj veio de mansinho, e encheu um pouco durante o dia. A noite passada foi bem tranqüila (tranquila... não tem mais trema rsrs!); o Pedro dormiu 4 h, depois mais 3.
Percebemos que a Funchicória acalma um pouco, mas o melhor tem sido o “aconchego grudado”. Sei que logo vamos esquecer que ela existiu, mas por enquanto é chatinha, chatinha; ficamos todos a mercê dela, a chatona que judia do bebê!
O frio melhorou um pouco, mas p/ mim, 2,5 até 10 graus é muitoooo frioooo! Dentro de casa, mantemos 21, 22, mas lá fora, brrbrbbr! Com isso, não temos coragem de sair com ele, foram umas voltinhas bem mixurucas, rapidinhas! Chove bastante, então não é só o frio, é chuva together. Então o melhor negócio é ficar em casa mesmo. Hoje demos mais uma saidinha, o Junior nos levou p/ eu comprar a “academia do bebê”, queria dar de presente de Páscoa ao Pedro. Ano próximo ele vai ganhar um ovão de Páscoa, e se lambuzar inteirinho...
Outro registro que não pode ficar de fora: meu genro é “o Genro”! Meu maridão (Ai que saudades...), meus dois filhos e meu pai sempre foram meus homens especiais, os preferidos, os “the best”! Mas meu genro está entrando nesta lista! Uma pessoa que já era muito querida, e agora ficou mais querida ainda. Vai ser um paizão, com certeza! Um ótimo marido ele já é, e agora que a família foi formada, ele deu seu passo de pai, que é tão gostoso e importante, e não deixa de vir acoplado com responsabilidade, ou melhor, muita responsabilidade. ”E ele tá tirando de letra”! Nota 10, Papai Junior!

Terminei de ler “Altar Ego”, de Kathy Lette, e achei bem legal, é um livro que de repente se solta uma gargalhada, e em outros se fica pensativo. Retrata a mulher inglesa do início do ano 2000 (e percebo a brasileira desses últimos anos) que se perde talvez em sonhos e realidade.
Reiniciei “Os homens que não amavam as mulheres”, “Millenium”, e continua difícil de pegar. Tinha o deixado de lado, mas como muitas amigas adoraram, e eu já havia comprado, vamos lá na última tentativa!
Estou adorando “Um sentido para a vida”, V. E. Frankl.

sábado, 3 de abril de 2010

Diário - Parte V

02/04 - A Pati já tinha contado no seu blog, mas repetindo, aqui não é permitido pegar o bebê no colo quando o carro está em movimento; se ele chorar, é necessário estacionar para pegá-lo. A multa é altíssima. Penso que em todo lugar deveria ser assim, pois a segurança que a cadeirinha oferece, não tem igual. Mas que deve ser difícil não pegá-lo se o bebê começar a berrar, isso deve, principalmente se estivermos ao lado dele no banco traseiro...
Fomos a um mega Supermercado com o Pedro, e saímos pela primeira vez de carro com ele. O Pedro se comportou muito bem, deu uma choradinha no supermercado, e depois quando estávamos chegando. Dormiu a maior parte do tempo, e quando chegou mamou gostoso. Minha filha sente um prazer tão grande em amamentá-lo, que dá gosto ver esse ato onde aparece visivelmente a mão de Deus.

Ele dormiu bem esta noite, e só colocamos uma vez a Funchicória na chupeta. Penso que nem valeu, e ainda não dá para emitir opinião; a cólica foi fraca; Uma dica da Sonica para cólica, que eu usava muito com meu filhos, é colocá-los “grudados” no nosso colo, de barriguinha em contato direto com a gente, e ficarmos numa posição semi deitada, passando calor e amor para os nossos rebentos. A Pati adotou e foi excelente. Ele dormiu tranquilamente por 3 horas.
E assim tem sido a rotina Pati-Pedro: ele mama de 02h30minh mais ou menos, às vezes um pouco menos, outras um pouco mais, mas sabemos que á assim mesmo; este primeiro mês é um aprendizado dos dois, mãe-bebê, e assim vai formando esse maravilhoso vínculo de amor, sentido e percebido na cumplicidade dos olhares entre eles.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Parte IV - Diário de bordo do Pedro


30/03-Hj estou muito felizinha (apesar das saudades do benzo, dos filhos, mamma, amigas), pois ganhei um livro num sorteio de um blog, http://www.oqueelasestaolendo.blogspot.com/, “Posso namorar pelado?” sobre como falar de sexo com os filhos, que claro vou dar p/ a mãe do meu neto... rssrs! Adoro livros, e ganhar então, é bom demais!!!
E outra coisa linda que preciso registrar: no rio que passa em frente do apto da Pati e do Junior aqui em Groningen nadam vários patos, famílias de patos, aqueles com a cabeça verde, bonitos de morrer! E ontem passou um cisne todo garboso, e hj, além de um cisne solitário, apareceu um casal de cisnes também! Lindíssimos! (Como sei que é um casal? Oras bolas, porque sei!)
Com certeza vieram conhecer o Pedro! Presente lindo de Deus para não esquecermos de agradecer a cada dia tudo de bom que Ele nos oferece gratuitamente! Obrigadíssimo!!!

O tal do Infacol não está dando certo não, hj vamos mudar para a Funchicória. Cólica é cólica em qualquer lugar do mundo, e só passa com uma coisa: quando o bebê faz 3 meses... Mas as dele não são tão fortes, nem podemos reclamar, dá muita peninha quando elas se iniciam, but...
O pequerrucho continua lindo, e esta noite dormiu um pouco comigo na sala. Passou uma noite melhor que a retrasada, que foi a pior até hj, por conta das cólicas.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Diário sobre o Pedro - Parte III

Hj, dia 30/03, o Pedro e a Pat receberam visita de uma vizinha holandesa, aliás, vieram os dois, mulher e marido. Super simpáticos, tinham marcado horário p/ visitar, e chegaram em cima da pinta:18hs.
Servimos pão de queijo e as famosas torradas holandesas com confeitos azuis. A Pati ficou muito contente, pois é muito bom fazer amizade com vizinhos, quando o calo aperta, temos com quem contar.
A Diovana, amiga da Pati, sempre dá uma passadinha p/ ver os dois. Veio hj também.
A Astrid passa e mail sempre, muito fôfa! Acho que ela também gostou muito dessa família!
Ontem o Pedro não teve cólicas, está tomando 2 gotinhas do Infacol, 2 vezes ao dia; vamos ver hj.
A Pati e eu nos divertimos todos os dias com o Pedro; estamos fazendo tudo certo, mas às vezes fazemos cada trapalhada, quer dizer, eu faço, ela não, é muito certinha. Hj me embananei com a água do banho, deixei muito quente, tiramos a roupa do Pedro, e a água tava pelando! Aí, ela “quase ficou brava comigo”, mas saiu correndo, pegou uma caneca com água fria, aí lembramos que queríamos pesá-lo, saí correndo de novo para buscar a balança, e ficamos doidas que ele engordou mais ainda! É td mais ou menos, mas deu entre 3.800 a 3.900, e 54 ou 55cm. Lindo demais!!!!! E o banho foi delicioso!!!! É o momentinho da vovó!!!! EU AMO!

Livros, meu relax n. 1:2016,2015,2014,2013, 2012, 2011, 2010 , 2009

  • Vivências de um psicanalista
  • Um sentido para a vida
  • Sobre a amizade e outros diálogos
  • Segredos e atalhos do iPad - 2011
  • Quase tudo
  • Putz, virei minha mãe!
  • Purgatório
  • Psicanálise dos Milagres de Cristo - 2011
  • Poemas completos de Alberto Caieiro
  • Pense Magro
  • Pensar é transgredir
  • Os catadores de conchas
  • O show do eu
  • O mundo pós-aniversário
  • O monge e o executivo
  • O menino do pijama listrado
  • O livro das ignorãças
  • O livro da sabedoria
  • O estrangeiro
  • O caçador de pipas
  • O brincar e a realidade
  • No divã do Gikovate
  • Niketche - 2011
  • Nietzsche para estressados - 2011
  • Na presença do sentido
  • Millenium
  • Mentes Perigosas
  • Memórias das minhas putas tristes
  • Me larga!
  • Marley e eu
  • Mamãe, posso namorar pelado?
  • Mamãe e o sentido da vida - 2011
  • Longe daqui
  • Leite derramado
  • Ilha Deserta - Livros
  • Ilha Deserta - Filmes
  • Histórias das minhas putas tristes
  • Hamlet
  • Freud - Vol.XIV - 2011
  • Freud - Vol. XXIII
  • Freud - Vol. XXII - 2011
  • Freud - Vol. XXI
  • Freud - Vol. XVIII - 2011
  • Freud - Vol. XVII
  • Freud - Vol. XIX - 2011
  • Freud - Vol. XII
  • Freud - Vol. XI
  • Freud - Vol. VII
  • Freud - Vol. V - 2012
  • Freud - Vol. IX
  • Fora de mim - 2011
  • Família de alta perfomance
  • Fadas no divã, Diana L. Corso e Mario Corso
  • Fadas no divã
  • Eu sei que vou te amar
  • Enquanto o amor não vem
  • Doidas e santas
  • Divã
  • De frente para o Sol - 2011
  • Crime e castigo
  • Conversas sobre terapia
  • Contra um mundo melhor -2011
  • Comer,rezar,amar
  • Cartas a um jovem poeta
  • Caim
  • As pequenas memórias
  • As intermitências da morte
  • Amor é prosa, sexo é poesia
  • Alter Ego
  • Agape - 2011
  • Aforismos - 2011
  • A trama do equilibrio psiquico
  • A sabedoria dos mitos gregos - Aprender a Viver II - 2011
  • A sabedoria da vida
  • A idade dos milagres
  • A história de Edgard Sawtelle
  • A doçura do mundo - 2011
  • A cidade do sol
  • A Cabana
  • 2016-Verdades e Mentiras, Cortella, Dimenstein, Karnal e Pondé
  • 2016-Pressentimentos e suspeitas, Ivo Storniolo
  • 2016-O poder do discurso materno, Laura Gutman
  • 2016-O oitavo selo, Heloisa Seixas
  • 2016-O ano do pensamento mágico, Joan Didion
  • 2016-Mulheres de cinza, Mia Couto
  • 2016-Freud, obras completas, vol. 18
  • 2016-Felicidade ou Morte, Clovis de Barros Filho e Karnal
  • 2016-Enclausurado, Mc Ewan
  • 2016-Dias de abandono, Elena Ferrante
  • 2016-Depois a louca sou eu, Tati Bernardes
  • 2016-Como eu era antes de você, Jojo Moyes
  • 2016-Ah, que bom que eu sei, Brugitte Gross e Jakob Scheneider
  • 2016-A Peste, Albert Camus
  • 2016-A noite do meu bem, Ruy Castro
  • 2016-A felicidade é fácil , Edney Silvestre, Segunda Leitura
  • 2016-A árvore familiar, Denny Johnson
  • 2016-A alma imoral, Nilton Bonder
  • 2016- O livro dos insultos, H.L. Mencken
  • 2015-Tomar a vida nas próprias mãos , Gudrun Burkhard
  • 2015-Pimentas, Rubem Alves
  • 2015-Pequeno tratado das grandes virtudes - André Comte-Sponville
  • 2015-Pai rico pai pobre - Robert T. Kiyosaki
  • 2015-Os amigos, Hamlet L. Quintana
  • 2015-Onde foi que eu acertei? Francisco Daudt
  • 2015-O sol é para todos", Harper Lee
  • 2015-O que a vida me ensinou, Mario Cortella
  • 2015-O incolor Takurukami..., Haruki Murakami
  • 2015-O brilho do bronze, Boris Fausto
  • 2015-Numero Zero, Umberto Eco
  • 2015-Na berma de nenhuma estrada, Mia Couto
  • 2015-Interpretação e manejo na Clínica Wiicottiana, Ela O. Dias
  • 2015-Dom Quixote, Miguel de Cervantes
  • 2015-Diga aos lobos que estou em casa, Carol R. Brunt
  • 2015-Criaturas de um dia, Irvin Yalom
  • 2015-Como envelhecer, Anne Karpf
  • 2015-As pequenas virtudes, Natalia Ginzburg
  • 2015-A visita cruel do tempo, Jennifer Egan
  • 2015-A mágica da arrumação , Marie Kondo
  • 2015-A grande arrete de ser feliz, Rubem Alves
  • 2015-A filosofia de Rudolf Steiner e a crise dompensamento contemporâneo, Andrew Welburn
  • 2015- Pensar bem nos faz bem, M. S. Cortella
  • 2015- Nao nascemos prontos, M. S. Cortella
  • 2014-Uns cheios, outros em vão, Heloísa Seixas
  • 2014-Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra, Mia Couto
  • 2014-Totem e Tabu, S. Freud
  • 2014-Textos de Winnicott
  • 2014-Textos de Pichon Riviere
  • 2014-Textos de Grupos, uma visáo psicanalítica
  • 2014-Textos de Bion
  • 2014-O segredo do meu marido, L . Moriestay
  • 2014-O retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde
  • 2014-O nome próprio, Francisco Martins
  • 2014-O fotógrafo, Cristóvão Tezza
  • 2014-Fim, Fernanda Torres
  • 2014-Ensaio sobre a mentira, José Outeiral
  • 2014-Do universo à jabuticaba, Rubem Alves
  • 2014-Conhece-te a ti mesmo, José Outeiral
  • 2014-Adultescer, J. Outeiral
  • 2014-A revolta do corpo, Alice Miller
  • 2014-A festa da insignificância, Milan Kundera
  • 2014-A Ciranda das Mulheres Sábias, Clarissa P. Estés
  • 2014-1Q84, Vol. IIIHaruki Murakami
  • 2013 - Voce já pensou em escrever um livro?
  • 2013 - Subliminar
  • 2013 - Sr. Psicólogo, diga-me como ser feliz
  • 2013 - Por que você é minha - I
  • 2013 - Por que você é minha - II
  • 2013 - Por favor, cuide da mamãe
  • 2013 - Os quatro vínculos
  • 2013 - O Rabino e o Psicanalista
  • 2013 - O psicanalista vai ao cinema
  • 2013 - O oceano no fim do caminho
  • 2013 - O fio das missangas
  • 2013 - Nu, de botas.
  • 2013 - Inferno
  • 2013 - Filosofando no Cinema
  • 2013 - Elogio da mentira
  • 2013 - A vida que vale a pena ser vivida
  • 2013 - A graça da coisa
  • 2013 - A arte de amar
  • 2013 - 1Q84 Vol. II
  • 2013 - 1Q84
  • 2012 - Se eu fechar meus olhos agora
  • 2012 - Rimas de Vida e de Morte
  • 2012 - Profissão: Bebê
  • 2012 - Os sentidos da vida
  • 2012 - O retorno do jovem príncipe
  • 2012 - O clube do filme
  • 2012 - O amor companheiro
  • 2012 - Mulher Desiludida
  • 2012 - Fragmentos Clínicos de Psicanálise
  • 2012 - Feliz por nada
  • 2012 - É tudo tão simples
  • 2012 - Depressão:dos sintomas ao tratamento
  • 2012 - Como manter a mente sã
  • 2012 - Como deixar de ser gordo
  • 2012 - Como amar uma criança
  • 2012 - A queda
  • 2012 - A poesia do encontro
  • 2012 - A felicidade é fácil
  • 2012 - A elegância do ouriço
  • 2012 - A criação, segundo Freud