Páginas

Seguidores

Marcadores

Amigas (9) Blogando... (3) Brasil (4) Cidade (1) Citaçáo (1) DVDs (1) Enquete (1) Família (4) Felipe (2) Férias (1) Festas (4) Filhos (13) Filme (3) Filmes (2) Filosofando (10) Livros (27) Mãe (8) Mulher (7) Música (5) Pai (5) Pausa... (1) Pedro (20) Pensamento (2) Pensando... (21) Piada (2) Poesia (2) Política (9) Refletindo... (40) Tina (1) Viagem (11) Vovó (4)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Apesar de você...

" Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
...Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia
Como vai explicar
Vendo o céu clarear
De repente, impunemente..."

Durante a caminhada de hoje, recebendo  aquela energia deliciosa do amanhecer, essa canção bateu na minha memória, e foi recebida com aplausos! Eu não segurei a onda, e chorei...de alegria, de emoção, de nostalgia...
Recordei a luta que travei com meu pai para comprar esse disco do Chico,"sujeito" que ele dizia não gostar, pois como militar, tinha que manter o brio e chamá-lo de "sujeito subversivo"; essa palavra  me assustou prá caramba, mas eu me recusei a  procurá-la no Dicionário, com medo de perder o encanto por Chico!
Dois dias depois da "nossa luta", já com o seu jeito bonachão, me encontrou colocando um Beatles na vitrola, passou a mão na minha cabeça, e sorrindo disse: "Tá bom, Soninha, vai lá comprar seu disco!" E eu, na maior felicidade: "É aquele do "subversivo", pai, tudo bem?" E ele: " Mas é um subversivo instigante"... e deu a gostosa gargalhada costumeira! Aí sim, fui correndo consultar o Aurélio, e percebi, aliviada, que tinha mais um motivo para gostar do Chico.
Pensei ainda naqueles que até hoje pensam  que sem eles "a manhã não vai renascer e esbanjar poesia", e que  meu pai saiu de cena entendendo que "o céu clareia de repente, impunemente, e que o dia vai raiar sem nem pedir licença..."
Água nova brotando
e a gente se amando,
sem parar...
Apesar de você!"

sábado, 22 de janeiro de 2011

Fernando Sabino

Se eu compreendesse e aceitasse a vida como ela realmente é, quem sabe, um dia, concluiria que:

 De tudo ficaram três coisas:
a certeza de que estamos sempre começando...
a certeza de que é preciso continuar...
a certeza de que seremos interrompidos antes de terminar...

Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro.
         Fernando Sabino

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Criar tempo!

'tempos' que penso muito no tempo.
Afinal, o que é o tempo? 
 Não sei definir, mas também parece que "nunca dá tempo" (até para definí-lo preciso de tempo)! Ouço muito  essa frase, de (quase) todos que conheço.
Eu, particularmente, gostaria de aumentar meu tempo, criar mais tempo;  mas, tempo do quê? Para fazer mais o quê?
 Na verdade, minha  prioridade seria fazer crescer o meu tempo dedicado à leitura!
E me pergunto, às vezes : PQP, por que será que eu gosto tanto de ler? Será fuga? Será TOC? Será neura? Será puro deleite? (...Escolho a última opção...)
Tenho uma fila de livros já comprados, compro mais ainda, e fico querendo ler todos ao mesmo tempo. Estou lendo no momento  Ágape, do Pe. Marcelo Rossi, e A Psicanálise dos Milagres de Cristo, de Daniel Duigou (padre, jornalista, psicólogo clínico, além de crítico, que não receia expor sua opinião sobre a sociedade e a Igreja).   .
Está sendo mágico, pois estou bem espiritualizada nesse início de ano. Os dois livros se apóiam no Evangelho de São João, O de Duigou  é mais reflexivo, pois traz também sua visão psicanalítica. Muito, muito interessante. Uma frase do livro: "João não se dirige a um leitor passivo, e sim, suscita a imaginação desse leitor e, portanto, a liberdade."
Voltando à história do  tempo, li no Equilíbrio, da Folha, que a monja budista Coen, disse que "se vc estiver presente no que está fazendo, tem tempo. Se a mente estiver voltada para outras coisas, não.  Não dá para brigar com o tempo, porque ele não é algo separado de nós, que está nos escapando. Nós somos tempo,ele é nossa vida. O que importa é o que fazemos com ela." Beleza.
Mas, e a pressa do  mundo? As pessoas querem existir na velocidade da tecnologia, mas os ritmos do corpo continuam os mesmos: precisamos das mesmas horas para dormir, para fazer a digestão, e dos 9 meses para um bebê nascer.
O tempo fisiológico não consegue acompanhar o tempo tecnológico.
 Aí entra outro pormenor dentro na esfera do tempo: a tal da escolha;  escolho uma coisa para fazer, e deixo dez para trás, pela falta de tempo. Se escolho errado, paciência, diz a monja: "não é para se lamentar, isso seria perda de tempo. Quem sempre acha que entrou na fila errada e fica mudando para a outra não chega a lugar nenhum.''
No final do" frigir dos ovos", o negócio mesmo é continuar planejando  e organizando a vida, talvez sobre mais tempo. "Salve a ordem que a ordem o salvará" já disse Frei I. Larrangaca.
Vou parar por aqui, assim sobra  um tempo para ler mais um pouco antes do último capítulo da Passione...

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Bom Dia 2011!

Uau!!! Que delícia de Natal, final e início de Ano!
Além da presença do querido menino Pedro, tivemos a convivência dos nossos 32 membros da família reunidos em um local gostoso, onde o Sol imperou radiante, e a presença de Deus foi sentida por todos!
Momentos de paz, harmonia, prosa, descanso, música, dança, comilança, bebelança etc e tal!
Agora o 2011 pode vir com todos os seus sonhos e desejos, vir chegando devagarinho ou correndo, não me importa...estou abastecida de uma única coisa, mas que sem ela a vida não vale a pena, que é o AMOR!
Amor que nunca é demais, que sempre transborda e transforma cada dia em um milagre, e cada vez mais eu quero viver um dia de cada vez, diminuir os atropelos, acalmar a minha alma, poder ser boa o suficiente, não exigir nada demais de ninguém, respeitar e aceitar o que Ele enviar, e fazer aquilo que me for possível...
Ler continua sendo meu relax número 1, mas pretendo acrescentar pitadas de piano nestes momentos exclusivos, apenas meus!
O estudo e o trabalho estão  me esperando, com suas anteninhas ligadas, e estou iniciando com vontade; as viagens (ah, as viagens, como foram boas!!!) estão na lista dos desejos, claro, juntamente com eliminar quilos, malhar muito, cuidar da saúde, passear, reunir mais... e menos, muito menos momentos virtuais...estes vão ter hora marcada, ou melhor, meia hora das minhas 24 diárias...é a única coisa que estou prometendo neste exato momento...e espero conseguir cumprir!!!!

Livros, meu relax n. 1:2016,2015,2014,2013, 2012, 2011, 2010 , 2009

  • Vivências de um psicanalista
  • Um sentido para a vida
  • Sobre a amizade e outros diálogos
  • Segredos e atalhos do iPad - 2011
  • Quase tudo
  • Putz, virei minha mãe!
  • Purgatório
  • Psicanálise dos Milagres de Cristo - 2011
  • Poemas completos de Alberto Caieiro
  • Pense Magro
  • Pensar é transgredir
  • Os catadores de conchas
  • O show do eu
  • O mundo pós-aniversário
  • O monge e o executivo
  • O menino do pijama listrado
  • O livro das ignorãças
  • O livro da sabedoria
  • O estrangeiro
  • O caçador de pipas
  • O brincar e a realidade
  • No divã do Gikovate
  • Niketche - 2011
  • Nietzsche para estressados - 2011
  • Na presença do sentido
  • Millenium
  • Mentes Perigosas
  • Memórias das minhas putas tristes
  • Me larga!
  • Marley e eu
  • Mamãe, posso namorar pelado?
  • Mamãe e o sentido da vida - 2011
  • Longe daqui
  • Leite derramado
  • Ilha Deserta - Livros
  • Ilha Deserta - Filmes
  • Histórias das minhas putas tristes
  • Hamlet
  • Freud - Vol.XIV - 2011
  • Freud - Vol. XXIII
  • Freud - Vol. XXII - 2011
  • Freud - Vol. XXI
  • Freud - Vol. XVIII - 2011
  • Freud - Vol. XVII
  • Freud - Vol. XIX - 2011
  • Freud - Vol. XII
  • Freud - Vol. XI
  • Freud - Vol. VII
  • Freud - Vol. V - 2012
  • Freud - Vol. IX
  • Fora de mim - 2011
  • Família de alta perfomance
  • Fadas no divã, Diana L. Corso e Mario Corso
  • Fadas no divã
  • Eu sei que vou te amar
  • Enquanto o amor não vem
  • Doidas e santas
  • Divã
  • De frente para o Sol - 2011
  • Crime e castigo
  • Conversas sobre terapia
  • Contra um mundo melhor -2011
  • Comer,rezar,amar
  • Cartas a um jovem poeta
  • Caim
  • As pequenas memórias
  • As intermitências da morte
  • Amor é prosa, sexo é poesia
  • Alter Ego
  • Agape - 2011
  • Aforismos - 2011
  • A trama do equilibrio psiquico
  • A sabedoria dos mitos gregos - Aprender a Viver II - 2011
  • A sabedoria da vida
  • A idade dos milagres
  • A história de Edgard Sawtelle
  • A doçura do mundo - 2011
  • A cidade do sol
  • A Cabana
  • 2016-Verdades e Mentiras, Cortella, Dimenstein, Karnal e Pondé
  • 2016-Pressentimentos e suspeitas, Ivo Storniolo
  • 2016-O poder do discurso materno, Laura Gutman
  • 2016-O oitavo selo, Heloisa Seixas
  • 2016-O ano do pensamento mágico, Joan Didion
  • 2016-Mulheres de cinza, Mia Couto
  • 2016-Freud, obras completas, vol. 18
  • 2016-Felicidade ou Morte, Clovis de Barros Filho e Karnal
  • 2016-Enclausurado, Mc Ewan
  • 2016-Dias de abandono, Elena Ferrante
  • 2016-Depois a louca sou eu, Tati Bernardes
  • 2016-Como eu era antes de você, Jojo Moyes
  • 2016-Ah, que bom que eu sei, Brugitte Gross e Jakob Scheneider
  • 2016-A Peste, Albert Camus
  • 2016-A noite do meu bem, Ruy Castro
  • 2016-A felicidade é fácil , Edney Silvestre, Segunda Leitura
  • 2016-A árvore familiar, Denny Johnson
  • 2016-A alma imoral, Nilton Bonder
  • 2016- O livro dos insultos, H.L. Mencken
  • 2015-Tomar a vida nas próprias mãos , Gudrun Burkhard
  • 2015-Pimentas, Rubem Alves
  • 2015-Pequeno tratado das grandes virtudes - André Comte-Sponville
  • 2015-Pai rico pai pobre - Robert T. Kiyosaki
  • 2015-Os amigos, Hamlet L. Quintana
  • 2015-Onde foi que eu acertei? Francisco Daudt
  • 2015-O sol é para todos", Harper Lee
  • 2015-O que a vida me ensinou, Mario Cortella
  • 2015-O incolor Takurukami..., Haruki Murakami
  • 2015-O brilho do bronze, Boris Fausto
  • 2015-Numero Zero, Umberto Eco
  • 2015-Na berma de nenhuma estrada, Mia Couto
  • 2015-Interpretação e manejo na Clínica Wiicottiana, Ela O. Dias
  • 2015-Dom Quixote, Miguel de Cervantes
  • 2015-Diga aos lobos que estou em casa, Carol R. Brunt
  • 2015-Criaturas de um dia, Irvin Yalom
  • 2015-Como envelhecer, Anne Karpf
  • 2015-As pequenas virtudes, Natalia Ginzburg
  • 2015-A visita cruel do tempo, Jennifer Egan
  • 2015-A mágica da arrumação , Marie Kondo
  • 2015-A grande arrete de ser feliz, Rubem Alves
  • 2015-A filosofia de Rudolf Steiner e a crise dompensamento contemporâneo, Andrew Welburn
  • 2015- Pensar bem nos faz bem, M. S. Cortella
  • 2015- Nao nascemos prontos, M. S. Cortella
  • 2014-Uns cheios, outros em vão, Heloísa Seixas
  • 2014-Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra, Mia Couto
  • 2014-Totem e Tabu, S. Freud
  • 2014-Textos de Winnicott
  • 2014-Textos de Pichon Riviere
  • 2014-Textos de Grupos, uma visáo psicanalítica
  • 2014-Textos de Bion
  • 2014-O segredo do meu marido, L . Moriestay
  • 2014-O retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde
  • 2014-O nome próprio, Francisco Martins
  • 2014-O fotógrafo, Cristóvão Tezza
  • 2014-Fim, Fernanda Torres
  • 2014-Ensaio sobre a mentira, José Outeiral
  • 2014-Do universo à jabuticaba, Rubem Alves
  • 2014-Conhece-te a ti mesmo, José Outeiral
  • 2014-Adultescer, J. Outeiral
  • 2014-A revolta do corpo, Alice Miller
  • 2014-A festa da insignificância, Milan Kundera
  • 2014-A Ciranda das Mulheres Sábias, Clarissa P. Estés
  • 2014-1Q84, Vol. IIIHaruki Murakami
  • 2013 - Voce já pensou em escrever um livro?
  • 2013 - Subliminar
  • 2013 - Sr. Psicólogo, diga-me como ser feliz
  • 2013 - Por que você é minha - I
  • 2013 - Por que você é minha - II
  • 2013 - Por favor, cuide da mamãe
  • 2013 - Os quatro vínculos
  • 2013 - O Rabino e o Psicanalista
  • 2013 - O psicanalista vai ao cinema
  • 2013 - O oceano no fim do caminho
  • 2013 - O fio das missangas
  • 2013 - Nu, de botas.
  • 2013 - Inferno
  • 2013 - Filosofando no Cinema
  • 2013 - Elogio da mentira
  • 2013 - A vida que vale a pena ser vivida
  • 2013 - A graça da coisa
  • 2013 - A arte de amar
  • 2013 - 1Q84 Vol. II
  • 2013 - 1Q84
  • 2012 - Se eu fechar meus olhos agora
  • 2012 - Rimas de Vida e de Morte
  • 2012 - Profissão: Bebê
  • 2012 - Os sentidos da vida
  • 2012 - O retorno do jovem príncipe
  • 2012 - O clube do filme
  • 2012 - O amor companheiro
  • 2012 - Mulher Desiludida
  • 2012 - Fragmentos Clínicos de Psicanálise
  • 2012 - Feliz por nada
  • 2012 - É tudo tão simples
  • 2012 - Depressão:dos sintomas ao tratamento
  • 2012 - Como manter a mente sã
  • 2012 - Como deixar de ser gordo
  • 2012 - Como amar uma criança
  • 2012 - A queda
  • 2012 - A poesia do encontro
  • 2012 - A felicidade é fácil
  • 2012 - A elegância do ouriço
  • 2012 - A criação, segundo Freud