Páginas

Seguidores

Marcadores

Amigas (9) Blogando... (3) Brasil (4) Cidade (1) Citaçáo (1) DVDs (1) Enquete (1) Família (4) Felipe (2) Férias (1) Festas (4) Filhos (13) Filme (3) Filmes (2) Filosofando (10) Livros (27) Mãe (8) Mulher (7) Música (5) Pai (5) Pausa... (1) Pedro (20) Pensamento (2) Pensando... (21) Piada (2) Poesia (2) Política (9) Refletindo... (40) Tina (1) Viagem (11) Vovó (4)

sábado, 25 de abril de 2009

Que Deus te abençoe, filha querida!!!!!

Quando li a frase "a boa mãe é aquela que, com o passar do tempo, vai se tornando desnecessária", minha alma assustou-se!!!!
Mas aí pensei: não foi isso o que sempre desejei ? Que meus filhos caminhassem com as próprias pernas? Que fossem livres, responsáveis, donos dos seus próprios narizes? Que conseguissem fazer escolhas conscientes, que fossem cidadãos do mundo, respeitáveis, dignos e independentes?
Sim, esses sempre foram meus desejos, e hoje refleti muito sobre sua vida, minha filha, e percebi uma ponta de orgulho em mim e em seu pai. Falamos muito de você, e relembramos de muitas passagens deliciosas! E foram tantas, mas tantas, que não choramos de saudade, choramos de alegria! É uma delícia saber que você está galgando o que sempre desejou!
Voce se lembra, quando aos 14 anos, você chegou e disse: "quero fazer Intercâmbio!"?
Seu pai e eu ficamos mudos, mas percebemos e confabulamos que você conseguiria. Não mexemos uma palha, achávamos voce uma criança, "ah...isso é fogo de palha", e voce, bem quietinha e muito esperta, foi investigar como viver esse primeiro sonho.
Na primeira reunião de Intercambiários do Rotary que vc descobriu, já se informou de todos os detalhes; não era na nossa cidade, dissemos que logo teria uma aqui, voce não se convenceu; ligou para o querido amigo Toninho Assaf, que iria levar a filha para a tal reunião, pediu uma carona, e foi. Assim que voces retornaram ele nos disse: "minha filha não sei se vai, mas a Pat com certeza irá. Era a mais "perguntadeira da reunião".
Daí em diante, voce conseguiu nos envolver no seu sonho, e ele se realizou em pouco mais de um ano. Aí veio nossa primeira separação. Foi difícil para nós, muito difícil; mas foi o início da aprendizagem da "poesia do Arqueiro " de Gilbran Kahlil:
"Os filhos de voces não são seus filhos:
são os filhos e filhas da própria força da Vida.
Nascem por meio de voces, mas não são de voces.
Moram com voces e todavia não lhes pertencem.
Podem dar-lhes o seu amor,
mas não a idéia de voces,
pois eles têm as próprias idéias.
...Voces são o arco de onde, qual flechas vivas,
seus filhos são lançados para frente.
...Deixem se esticarem com alegria
nas mãos do Arqueiro,
pois Ele ama com igual medida
tanto as flechas que voam
quanto o arco que permanece firme."
Para mim e para seu pai, fica a certeza de nos considerarmos "desnecessários" e conscientes de que voces são também filhos da Vida; mas também com a convicção de que você e seus irmãos sabem, que estamos aqui, inteirinhos para voces! Estamos sempre de coração aberto, para acolher os momentos felizes e também os não tão felizes.
O amor é um processo de libertação permanente, e vai se transformando em cada fase da vida.
Parabéns por ser assim. Parabéns pelas conquistas.
Muitas felicidades e muitos, mas muitos anos de Vida!!!!!

13 comentários:

  1. Amiga....
    sou a mãe que também acha que os filhos não nos pertencem....eles vem como um presente maravilhoso de DEUS, a gente os proteje, orienta e depois eles alçam voo....e não existe realização maior que ver nossos filhos caminhando e se realizando,longe ou perto,pq LONGE É UM LUGAR QUE NÃO EXISTE PARA CORAÇÕES QUE SE AMAM'....suas palavras me emocionaram...
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Are baba mamadi! que coisa mais lindas estas tudas palavras! Emocionou a mim e ao Junior! Esperamos saber criar nossos filhos para serem felizes como vcs fizeram com a gente!
    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Gostei de ver tia.... Arrebenta nesta nova empreitada virtual! PArabens pelo blog e para a Paty e CLARO!
    Acho que ja esta na hora da ponte aerea Rio Preto - Vienna comecar!!!!! Quem sabe esta na hora de colocar mais algumas receitas naquele livro? Acho que ja serve como uma boa desculpa de viagem!
    Beijos do Ernesto

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sonica,
    Estou vindo para agradecer seus votos de recuperação, e para dizer que já estou de volta ao blogs.
    Boa viagem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Meus parabéns amiga pelo seu trabalho. Sou seu seguidor do seu blog e gostaria que vc tb fosse a minha seguidora do meu blog. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.

    ResponderExcluir
  6. Sonica,
    Vim aqui pela descoberta do blog da sua filha Pati... e, como ela mesma disse, você escreve muito bem. Me emocionei ao ler este post... meus olhos ficaram líquidos... esse desprendimento com relação aos filhos é belo e paradoxal.... pelo que li você deve estar viajando, mas tomara que continue a escrever.... adoraria vir aqui sempre !!!!!
    Parabéns !

    Beijo,

    Solange Maia

    Quando puder visite meu “Eucaliptos” :

    http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Concordo plenamente com você. Bem, sem conhecimento de causa. Eu não sou mãe, estou um pouco longe disso ainda, embora meu grande sonho seja acordar de madrugada por anos a fio...rs
    Ainda sim concordo. E quero ser como minha mãe é...como um ninho....sempre vôo...mas sei que sempre terei aquele cantinho de gente para voltar...
    Beijão, adorei seu blog!

    ResponderExcluir
  8. deus abençoe toda a minha descendência,em nome de jesus!!!

    ResponderExcluir
  9. DEUS ABENÇOE MINHA FILHA DE DOIS ANOS CAROLINE NO NOME DE JESUS!!!

    ResponderExcluir
  10. DEUS ABENÇOE MEU MARIDO BETO EM NOME DE CRISTO JESUS!!!

    ResponderExcluir
  11. meu deus abençoe todos os meus reais verdadeiros amigos fiéis em nome de jesus!!!

    ResponderExcluir
  12. DEUS ABENÇOE E GUARDE MEUS REAIS VERDADEIROS AMIGOS NO NOME DE JESUS CRISTO!!!!

    ResponderExcluir

Livros, meu relax n. 1:2016,2015,2014,2013, 2012, 2011, 2010 , 2009

  • Vivências de um psicanalista
  • Um sentido para a vida
  • Sobre a amizade e outros diálogos
  • Segredos e atalhos do iPad - 2011
  • Quase tudo
  • Putz, virei minha mãe!
  • Purgatório
  • Psicanálise dos Milagres de Cristo - 2011
  • Poemas completos de Alberto Caieiro
  • Pense Magro
  • Pensar é transgredir
  • Os catadores de conchas
  • O show do eu
  • O mundo pós-aniversário
  • O monge e o executivo
  • O menino do pijama listrado
  • O livro das ignorãças
  • O livro da sabedoria
  • O estrangeiro
  • O caçador de pipas
  • O brincar e a realidade
  • No divã do Gikovate
  • Niketche - 2011
  • Nietzsche para estressados - 2011
  • Na presença do sentido
  • Millenium
  • Mentes Perigosas
  • Memórias das minhas putas tristes
  • Me larga!
  • Marley e eu
  • Mamãe, posso namorar pelado?
  • Mamãe e o sentido da vida - 2011
  • Longe daqui
  • Leite derramado
  • Ilha Deserta - Livros
  • Ilha Deserta - Filmes
  • Histórias das minhas putas tristes
  • Hamlet
  • Freud - Vol.XIV - 2011
  • Freud - Vol. XXIII
  • Freud - Vol. XXII - 2011
  • Freud - Vol. XXI
  • Freud - Vol. XVIII - 2011
  • Freud - Vol. XVII
  • Freud - Vol. XIX - 2011
  • Freud - Vol. XII
  • Freud - Vol. XI
  • Freud - Vol. VII
  • Freud - Vol. V - 2012
  • Freud - Vol. IX
  • Fora de mim - 2011
  • Família de alta perfomance
  • Fadas no divã, Diana L. Corso e Mario Corso
  • Fadas no divã
  • Eu sei que vou te amar
  • Enquanto o amor não vem
  • Doidas e santas
  • Divã
  • De frente para o Sol - 2011
  • Crime e castigo
  • Conversas sobre terapia
  • Contra um mundo melhor -2011
  • Comer,rezar,amar
  • Cartas a um jovem poeta
  • Caim
  • As pequenas memórias
  • As intermitências da morte
  • Amor é prosa, sexo é poesia
  • Alter Ego
  • Agape - 2011
  • Aforismos - 2011
  • A trama do equilibrio psiquico
  • A sabedoria dos mitos gregos - Aprender a Viver II - 2011
  • A sabedoria da vida
  • A idade dos milagres
  • A história de Edgard Sawtelle
  • A doçura do mundo - 2011
  • A cidade do sol
  • A Cabana
  • 2016-Verdades e Mentiras, Cortella, Dimenstein, Karnal e Pondé
  • 2016-Pressentimentos e suspeitas, Ivo Storniolo
  • 2016-O poder do discurso materno, Laura Gutman
  • 2016-O oitavo selo, Heloisa Seixas
  • 2016-O ano do pensamento mágico, Joan Didion
  • 2016-Mulheres de cinza, Mia Couto
  • 2016-Freud, obras completas, vol. 18
  • 2016-Felicidade ou Morte, Clovis de Barros Filho e Karnal
  • 2016-Enclausurado, Mc Ewan
  • 2016-Dias de abandono, Elena Ferrante
  • 2016-Depois a louca sou eu, Tati Bernardes
  • 2016-Como eu era antes de você, Jojo Moyes
  • 2016-Ah, que bom que eu sei, Brugitte Gross e Jakob Scheneider
  • 2016-A Peste, Albert Camus
  • 2016-A noite do meu bem, Ruy Castro
  • 2016-A felicidade é fácil , Edney Silvestre, Segunda Leitura
  • 2016-A árvore familiar, Denny Johnson
  • 2016-A alma imoral, Nilton Bonder
  • 2016- O livro dos insultos, H.L. Mencken
  • 2015-Tomar a vida nas próprias mãos , Gudrun Burkhard
  • 2015-Pimentas, Rubem Alves
  • 2015-Pequeno tratado das grandes virtudes - André Comte-Sponville
  • 2015-Pai rico pai pobre - Robert T. Kiyosaki
  • 2015-Os amigos, Hamlet L. Quintana
  • 2015-Onde foi que eu acertei? Francisco Daudt
  • 2015-O sol é para todos", Harper Lee
  • 2015-O que a vida me ensinou, Mario Cortella
  • 2015-O incolor Takurukami..., Haruki Murakami
  • 2015-O brilho do bronze, Boris Fausto
  • 2015-Numero Zero, Umberto Eco
  • 2015-Na berma de nenhuma estrada, Mia Couto
  • 2015-Interpretação e manejo na Clínica Wiicottiana, Ela O. Dias
  • 2015-Dom Quixote, Miguel de Cervantes
  • 2015-Diga aos lobos que estou em casa, Carol R. Brunt
  • 2015-Criaturas de um dia, Irvin Yalom
  • 2015-Como envelhecer, Anne Karpf
  • 2015-As pequenas virtudes, Natalia Ginzburg
  • 2015-A visita cruel do tempo, Jennifer Egan
  • 2015-A mágica da arrumação , Marie Kondo
  • 2015-A grande arrete de ser feliz, Rubem Alves
  • 2015-A filosofia de Rudolf Steiner e a crise dompensamento contemporâneo, Andrew Welburn
  • 2015- Pensar bem nos faz bem, M. S. Cortella
  • 2015- Nao nascemos prontos, M. S. Cortella
  • 2014-Uns cheios, outros em vão, Heloísa Seixas
  • 2014-Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra, Mia Couto
  • 2014-Totem e Tabu, S. Freud
  • 2014-Textos de Winnicott
  • 2014-Textos de Pichon Riviere
  • 2014-Textos de Grupos, uma visáo psicanalítica
  • 2014-Textos de Bion
  • 2014-O segredo do meu marido, L . Moriestay
  • 2014-O retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde
  • 2014-O nome próprio, Francisco Martins
  • 2014-O fotógrafo, Cristóvão Tezza
  • 2014-Fim, Fernanda Torres
  • 2014-Ensaio sobre a mentira, José Outeiral
  • 2014-Do universo à jabuticaba, Rubem Alves
  • 2014-Conhece-te a ti mesmo, José Outeiral
  • 2014-Adultescer, J. Outeiral
  • 2014-A revolta do corpo, Alice Miller
  • 2014-A festa da insignificância, Milan Kundera
  • 2014-A Ciranda das Mulheres Sábias, Clarissa P. Estés
  • 2014-1Q84, Vol. IIIHaruki Murakami
  • 2013 - Voce já pensou em escrever um livro?
  • 2013 - Subliminar
  • 2013 - Sr. Psicólogo, diga-me como ser feliz
  • 2013 - Por que você é minha - I
  • 2013 - Por que você é minha - II
  • 2013 - Por favor, cuide da mamãe
  • 2013 - Os quatro vínculos
  • 2013 - O Rabino e o Psicanalista
  • 2013 - O psicanalista vai ao cinema
  • 2013 - O oceano no fim do caminho
  • 2013 - O fio das missangas
  • 2013 - Nu, de botas.
  • 2013 - Inferno
  • 2013 - Filosofando no Cinema
  • 2013 - Elogio da mentira
  • 2013 - A vida que vale a pena ser vivida
  • 2013 - A graça da coisa
  • 2013 - A arte de amar
  • 2013 - 1Q84 Vol. II
  • 2013 - 1Q84
  • 2012 - Se eu fechar meus olhos agora
  • 2012 - Rimas de Vida e de Morte
  • 2012 - Profissão: Bebê
  • 2012 - Os sentidos da vida
  • 2012 - O retorno do jovem príncipe
  • 2012 - O clube do filme
  • 2012 - O amor companheiro
  • 2012 - Mulher Desiludida
  • 2012 - Fragmentos Clínicos de Psicanálise
  • 2012 - Feliz por nada
  • 2012 - É tudo tão simples
  • 2012 - Depressão:dos sintomas ao tratamento
  • 2012 - Como manter a mente sã
  • 2012 - Como deixar de ser gordo
  • 2012 - Como amar uma criança
  • 2012 - A queda
  • 2012 - A poesia do encontro
  • 2012 - A felicidade é fácil
  • 2012 - A elegância do ouriço
  • 2012 - A criação, segundo Freud