Páginas

Seguidores

Marcadores

Amigas (9) Blogando... (3) Brasil (4) Cidade (1) Citaçáo (1) DVDs (1) Enquete (1) Família (4) Felipe (2) Férias (1) Festas (4) Filhos (13) Filme (3) Filmes (2) Filosofando (10) Livros (27) Mãe (8) Mulher (7) Música (5) Pai (5) Pausa... (1) Pedro (20) Pensamento (2) Pensando... (21) Piada (2) Poesia (2) Política (9) Refletindo... (40) Tina (1) Viagem (11) Vovó (4)

domingo, 15 de dezembro de 2013

T.P.N. ( Tensão Pré Natal)

Todo ano é a mesma ladainha: " esse ano vai ser diferente!"
Que nada, tudo igual! Compras, correria, coração disparado, epa, peraí!
O coração não tá disparado, está tranquilo, olhando de soslaio para mim. Estou gostando muito disso.
Conquista deste ano, das boas.
Fui assistir a um coral de Natal maravilhoso, cheguei às lágrimas, com o coração agradecido por essa massagem revigorante, coisa maravilhosa que é a música, e boa música me faz melhor a cada dia.
Hoje, 15/12, faz uma ano que operei; gozado, parece mais. Estou muito bem, e agradecida demais a Ele, meu Amigo inseparável !!! Continuo com meu tratamento antroposófico e com meu Tamoxi diário. Sucos verde e roxo, exercícios,  alimentação legal. Exames clínicos e médicos.
... E o mais importante, marido, família, amigos, divertimentos e trabalho na justa medida.
E em Dezembro, lógico, só em Dezembro,  aparece a ingrata T.P.N!!!  Ainda bem que faltam poucos dias para sua despedida, e quem sabe ela não dá uma trégua , e no próximo ano ela nem me visita?





domingo, 24 de novembro de 2013

Tchau Candy Crush!

Estou feliz em ter conseguido dar tchau a esse jogo. Gostaria de logo dizer adeus, mas vou devagar. 
Se conseguí parar de fumar aos 28 anos, como não conseguiria parar com o Candy? Fumar deve ser vício pior, pensei eu. Faz alguns dias que não jogo, e estou lendo bem mais, que era o meu propósito. 
Tenho dois vícios que não quero deixar: música e livros. Às vezes nessa ordem, e outras na inversa. 
Esses dois eu não vou abandonar nunca. Serão eternos ( tomara!). E tempo prá eles é minha proposta nova, proposta de 2013 para 2014 e etc. 
Vou terminar  o livro da Martha Medeiros ouvindo Gal cantando Jobim. Tchau.



segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A vida que vale a pena ser vivida.

De Clóvis de Barros Filho e Arthur Meucci.

Pensada.
Ajustada.
Moralizada.
Intensa.
Sagrada.
Prazerosa.
Socializada.
Útil.
Tranquila.
Potente.

Como ele mesmo escreve no prefácio, " ...você supõe que a leitura oferecerá soluções para sua vida, que resolverá seus problemas, etc e tal, saiba que está equivocado.(...) Deixe este livro para um leitor menos esperançoso, mais desconfiado dos programas de excelência existencial...Ofereço reflexão crítica sobre os critérios existenciais mais consagrados.(...).
Excelente livro.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Dia do professor.

Recebi por SMS a notícia de morte de uma professora. Uma Professora com P maiúsculo.
Como terminei psicologia há 5 anos, era uma professora recente.
Mulher enigmática, cabelo hiper curto, olhos azuis, cara fechada.
Nos corredores da faculdade, dizia-se que o curso era moleza até chegarem as aulas da Cambraia. Regina Cambraia era um mito na faculdade, principalmente quando não a conhecíamos de perto.
Em uma de suas primeiras aulas, ela colocou um desenho da Pixar, aquele do velhinho que joga xadrez com ele mesmo, e eu me encantei. Tanto pelo desenho como pelas suas sábias tiradas.
Na primeira prova, tirei nota baixa, muito baixa. Indignada, fui acertar contas, e ela nem me deu bola!
Finquei meus dois pés atrás!
Fiquei muito brava. E entrei no time dos inconformados com a chatice da Cambraia.
E foi na segunda prova, que minha ficha caiu. Era uma prova inteligente, e sim, fazia pensar nas entrelinhas, e comecei a mudar de opinião. Tirei um pé de trás .
E melhorei a nota.
Em 2006, fui fazer um curso de Grafologia que ela ministrava, e então conheci a verdadeira Regina. Pessoa doce, engraçada, inteligente, estudiosa. Percebi como preparava as aulas, quanto carinho tinha pelos alunos interessados, como sentia prazer em ensinar!
 Tirei o outro pé. Ficamos amigas, e a turma também começou a vê-la com outros olhos.
No quarto ano, mudei de faculdade. Mas a Regina havia me marcado. Na formatura convidei-a e ela compareceu, agradecida e alegre.
Fui a oradora, e ela gostou muito do discurso. Envaideci-me com suas palavras de elogio.
Quando nasceu sua neta, enviou-me fotos. Ficou feliz demais!
Sinto muito pela sua retirada de cena, e por sua partida.
Lembrei-me de outros professores, inclusive da primeira, Irmã Adélia,  que já me foge seu real semblante ...



quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Inferno, D. B.

Inferno, de Dan Brown está me tirando o sono!
Estou adorando, principalmente pela descrição de Florença, uma cidade que me encantou profundamente. A história é do mesmo estilão dele, mas promete grandes emoções.
Nunca li a Divina Comédia inteira, mas estou muito interessada, pois ele aguça a vontade com suas considerações!

Terminei o "O oceano no fim do caminho". Achei interessante, mas um pouco enfadonho. A história é boa, só faltou um tcham para empolgar.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Como tem pressa esse tempo!

Fim de Julho chegando, e parece que o tempo voou, voou?
E como! Férias terminando, netos e filhos voltando prá casa, e vovó ficando bem borocochô...
Assim corre a vida, e eu vou pegando uma carona a cada volta que ela dá.
Volto agora à rotina, e inicio com as leituras, estou adorando " O oceano no fim do caminho"; envolvente. Talvez termine ainda hj. Tem uma fila de livros me esperando, não posso decepcioná-los.
Volto também aos blogs, saudades dessas leituras amigas, e dos meus dedos digitando palavras que vão brotando do coração.
E volto ao trabalho, ao tudo-de-novo,  com as esperanças redobradas e com meus sonhos palpitantes e deliciosos aguardando as realizações.
Com calma, retomo ao cotidiano, e vou acompanhando a trajetória estipulada por Ele, de mãos dadas, apertando-as  firme e feliz.

sábado, 15 de junho de 2013

Vida, Viva a Vida!

Completos 6 meses, exatamente hoje, da minha cirurgia; e na última quarta, refiz os exames... tirei nota 11!!
Se estou feliz? Muitooooo, inebriada de felicidade, e agradecida a Deus de coração inteiro!
Nada melhor do que estar com a saúde em cima da pinta!!!
É necessário comemorar a vida todos os dias, pois ficar doente ou morrer são dois palitos.
Nessa semana, faleceu um amigo. Saudável, morreu de acidente de moto. Sempre foi cauteloso. Num segundo de distração, a morte o pegou.
Encontrei-me com uma amiga que está com câncer no cérebro. Está enfrentando uma barra fortíssima, mas está lutando com todas as suas forças e com todos os recursos que a medicina pode lhe oferecer.
Uma outra amiga nos proporcionou um delicioso Jantar dos Namorados. Éramos casais felizes e encantados com a magia do encontro e do papo gostoso.
"E, que tal nós dois"? Enamorados e agarrados, apaixonados e grudados. Assim assim! (Êta nós!!!)
Cinema, livros, fb, blogs, família, amigos, música, dança, festas,trabalho, transitam no dia-a-dia. Não nessa ordem, cada ítem tem seu exclusivo momento.
O que mais tenho feito para viver a vida? Algumas coisinhas...Vamos lá:
- Telefonema para os filhos: Muitos; deu vontade, estou ligando. Contato sem tato (?!?!), mas, contato amoroso. Quando o encontro acontece, a felicidade explode!!!
- Netos: a sobremesa da vida! Ou melhor: o fermento da vida!!! Pedro e Felipe: sonhos realizados! Escreveu não leu, escapadelas para curti-los!
- Esporte: além da caminhada e da academia, voltei à Zumba e aderí ao Lian Gong (merece um post!).
- Nutrição Funcional: conheci essa maravilha, e estou me sentindo disposta e com energia de sobra!
- Medicina Antroposófica: um cuidado extra(ordinário).
- Terapia morfo-analítica: um bálsamo para o corpo e mente.
- Consultório em novo endereço: quase adaptada, falta pouco.
- Hã???
- e o  legal  é que estou em paz com a minha vida!




segunda-feira, 10 de junho de 2013

"Será que fui eu?"

Uma grata surpresa neste último sábado: recebí o livro da Celina, minha amiga blogueira de Recife, e o livro e o blog são homônimos.
Celina é uma pessoa encantadora, escreve bálsamos para a alma, e penso que vou amar seu livro.
Sou visitante constante de seus posts, e amanhã começo essa nova leitura!
Muito obrigada, querida Celina!

terça-feira, 30 de abril de 2013

A estante do meu pai. Parte II.

Continuo na labuta. Desvencilhei de muitos livros, e tenho a sensação de que alguns brotaram há pouco. Aumentou minha ansiedade para colocar um fim. Mas não estou conseguindo finalizar.
Quantos filmes passaram na minha memória...
Quero que essa arrumação se transforme em uma coisa normal, corriqueira, até banal, mas está impossível! Estou trabalhando nisso como se uma tormenta  tivesse entrado pela porta de casa, e as águas não se vão, só aumentam, e amedrontam-me muito. Muito.
(ObjetosexternosXobjetosinternosXinconscienteXimpulsosXpulsãodemorteXpulsãodevidaXmeudeusdocéumeajuda!)

sábado, 27 de abril de 2013

A estante do meu pai.

Desde há muito tempo, 12 anos, não consigo desmontar uma estante, abarrotada de livros, que trouxe prá minha casa quando meu pai faleceu.
É interessante: sempre que empurro a porta, sinto uma necessidade louca de retirar todos os livros que não serão mais lidos por mim, amarelados, com cheiro e sabor de velhos. Não vou mais lê-los, uma certeza e um direito.
Outros, que talvez voltem para o mesmo lugar, mas que precisam ser  abertos, manuseados, tocados, para que eu possa dar um lugar a eles, se assim o merecerem. Tarefa difcílima, o x da questão.
Chegou o dia.
 Mesmo? Como foi?  Planejou muito?
Comecei do nada (?).  Sem planos ou promessas. Retirei todos, fiz pilhas no chão, sorri, sentei e chorei.  Não sabia (sei) continuar. Estou mexida e remexida, assim como eles. Também estou no chão. Preciso dar um norte a todos, como sempre. Relí alguns, redescobri tesouros, perdi algumas jóias. São mais de 50 anos de palavras e símbolos unidos, reunidos e guardados, tomando um espaço enorme, que já não lhes pertence (?). Coisas do hoje querem entrar nessa estante. Precisam desse lugar. Quem ganhará o espaço? Quem terá o direito de viver alí? Não sei. Só sinto: Alegria, Tristeza, Saudade, Nostalgia, Dor e Amor.
( Insight da hora: transformação de objeto externo em interno. My God!!!  Freud e Winni, será isso então toda essa ladainha???)

domingo, 3 de março de 2013

Família escolhida.

Telefonema de uma amiga, mais nova que meu filho mais novo, e a coluna de Mírian Goldenberg inspiraram-me.
Sem saber, as duas me provocaram um turbilhão de emoção. Nada melhor do que amigas (os).
Sou uma sortuda por ter tantas amigas. Amigas para o que der e vier.
Passo por um momento delicado, e sinto a absoluta proteção dessas queridas.
Mesmo no silêncio, consigo absorver todas as vibrações. Quando nos encontramos, me sinto acolhida. Ontem, encontrei-me com algumas em um velório da mãe de uma querida, e o momento foi doloroso, mas ao mesmo tempo, encantador. Recebi um abraço de uma amiga que ainda não tinha encontrado depois da cirurgia, que me fez um bem danado. Abraço que acolhe, que fala sem falar, só no sentir. Outras me abraçaram com o olhar e outras me acalentaram com  palavras, doces palavras.
São amigas de todas idades, de mamando a caducando. Além de meninas, tenho as que  são bisavós há tempo!
E como são importantes para mim! Não conseguiria viver sem elas, todas me completam. Machado de Assis, Vinícius,  Aristóteles e tantos mais,  já definiram a amizade de belíssimas maneiras.
"Família escolhida" (supõe-se ser de Aristoteles) é minha preferida, pois sinto na pele e no coração, o verdadeiro significado da palavra família.
Amigas blogueiras, são também amigas escolhidas, então, amigas queridas.
M. Goldenberg fala, entre muitas coisas, que a escuta, o carinho, o respeito são muito mais presentes nas relações de amigas do que da família.
Um ponto interessante: não tenho preguiça de fazer novas amizades. Fiz grandes amigas nos últimos anos, continuo com o mesmo amor pelas "antigas", todas se misturam nesse  grau de amizade. Algumas amizades recentes, são como amigas de infância.
E amigas de infância moram em casa própria no meu coração. São isentas de qualquer cobrança.
Amigas queridas: vocês são meu compromisso afetivo, meu laço cotidiano, minha família escolhida.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Tres elementos da natureza.

A cenoura, o ovo e o café (o pó do café).
Ouví no rádio essa pequena "história", e achei inusitada e incrível.
Cada pessoa corresponde a um desses elementos durante sua vida normal,  e o que acontece quando estamos atravessando problemas sérios?
Consideremos que a  água fervendo seja o problema ao qual os tres elementos tenham que passar.
A cenoura crua é dura, rígida, ereta, e  quando a fervemos, ela fica mole, macia, frágil, fácílima de desmanchar.
O ôvo é frágil, delicado, casca mole, "miolo" mole, e quando o fervemos, ele fica duro, tanto dentro como fora. Para descascá-lo, não é difícil, mas por dentro, continua duro.
O pó de café é produzido pelo homem, é moído, triturado, e quando a água fervendo o transforma em líquido, ele altera  competamente toda a água,  deixando o ambiente também diferente com o seu delicado e característico cheirinho,  e pode acompanhar amigos e família em uma mesa, pode ser tomado com uma ou duas mãos, pode iniciar ou  finalizar um bate papo, enfim, pode ser simples (e) (ou) completo.
Estou muito cenoura, mas com muita fé em chegar a ser café. Além de tudo, prefiro dez cafés a uma cenoura.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

1Q84

O livro é de autoria de Hanuki Murakami. Fiquei sabendo desse autor no consultório de um médico. Uma moça estava lendo o livro e outra comentando o tanto que tinha gostado, e que tinha lido os outro dois volumes em inglês, porque não agüentou aguardar a tradução. Fiquei de orelha em pé, anotei o nome do livro, e fui atrás. É um autor de muitos livros, títulos inquietantes, que me instigaram e que já adquiri outro.
Realmente, esse é um livro fantástico, fenômeno da literatura atual. Só no Japão, mais de 4 milhões de exemplares vendidos. Pela crítica americana, considerado o melhor livro de 2011. Aqui ele foi editado em Novembro de 2012.
O autor assumiu que inspirou-se em 1984, de G. Orwell, ano em que se situa o livro.
Fala de amor, de mistérios, de relações complexas, de  suspense, de realidade e de muito mais.
São mais de 400 páginas neste primeiro volume, em que ele escreve duas histórias em paralelo. Aomame e Tengo são os personagens principais, dessa intrincada trama. Ela, uma mulher que esconde a profissão de assassina, e ele um professor de matemática e aspirante a escritor,  que se envolve em um misterioso projeto de refazer um romance escrito por uma garota de 17 anos, Fukaeri, uma estranha jovem, que escreveu um livro enigmático, mas com alguns defeitos.
Ponto final. Melhor, ponto.
Aguardo "desesperadamente" pelos outros dois volumes.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Ler, ler e ler.

Uma das maneiras confirmadas para afastar o problema do Alzheimer, é a leitura. Então tá. Muito fácil; mas não é a leitura superficial, de fb, de jornal, revista, internet, e sim de um livro, no qual preciso saber tudo da pág. 50 qdo estou na 120.
Estou seguindo essa dieta maravilhosa, e estou conseguindo: cada dia quero ler mais.
Estou lendo 1q84, e estou embevecida. É simplesmente tudo. O autor é um japonês incrível, Haruki Murakami. Daqueles livros que não consigo desgrudar. Logo postarei um resuminho.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Olá 2013!

Seja muito bem vindo! Olha eu aqui, vamos iniciar essa caminhada com esperança e alegria!
Sem  nhem nhem nhem, com desejos e muitos sonhos, que sem eles, nada vale a pena.
Um dia de cada vez, esse já é meu lema há anos; comer com sabedoria, todo início começa a ladainha de sempre; ler mais ( esse ano foram 20 livros, prá quem já leu o dobro...), vamos que vamos; internet menos( diminui um tanto, falta outro); e agora as novíssimas propostas:
-aprender a dizer mais " NÃO"!!! Êta coisa difícil! Prá mim é de uma dificuldade Grau 10; este ano subi uns 2 graus nesse quesito, mas vou me empenhar muitoooooo! E a partir desse, vou para outros "NÃOS". A Mirian Goldenberg, parece que leu meus pensamentos, e várias coincidências surgiram na sua coluna de hoje com meus propósitos, mas tudo bem, é assim mesmo, como diz Ferreira Goulart.
- não se preocupar com opinião e aprovação das pessoas ( já avancei muito, mas quero total liberdade!)
-não comparecer a eventos sociais que não esteja com vontade ( também já consegui um pouco...)
- não desperdiçar meu precioso tempo com coisas inúteis e pessoas desagradáveis, chatas, fofoqueiras, etc e tal.
- e conviver sempre mais com minha família e meus amigos. Pronto. Só isso prá esse ano, além de saúde, muita saúde prá dar e vender.

Livros, meu relax n. 1:2016,2015,2014,2013, 2012, 2011, 2010 , 2009

  • Vivências de um psicanalista
  • Um sentido para a vida
  • Sobre a amizade e outros diálogos
  • Segredos e atalhos do iPad - 2011
  • Quase tudo
  • Putz, virei minha mãe!
  • Purgatório
  • Psicanálise dos Milagres de Cristo - 2011
  • Poemas completos de Alberto Caieiro
  • Pense Magro
  • Pensar é transgredir
  • Os catadores de conchas
  • O show do eu
  • O mundo pós-aniversário
  • O monge e o executivo
  • O menino do pijama listrado
  • O livro das ignorãças
  • O livro da sabedoria
  • O estrangeiro
  • O caçador de pipas
  • O brincar e a realidade
  • No divã do Gikovate
  • Niketche - 2011
  • Nietzsche para estressados - 2011
  • Na presença do sentido
  • Millenium
  • Mentes Perigosas
  • Memórias das minhas putas tristes
  • Me larga!
  • Marley e eu
  • Mamãe, posso namorar pelado?
  • Mamãe e o sentido da vida - 2011
  • Longe daqui
  • Leite derramado
  • Ilha Deserta - Livros
  • Ilha Deserta - Filmes
  • Histórias das minhas putas tristes
  • Hamlet
  • Freud - Vol.XIV - 2011
  • Freud - Vol. XXIII
  • Freud - Vol. XXII - 2011
  • Freud - Vol. XXI
  • Freud - Vol. XVIII - 2011
  • Freud - Vol. XVII
  • Freud - Vol. XIX - 2011
  • Freud - Vol. XII
  • Freud - Vol. XI
  • Freud - Vol. VII
  • Freud - Vol. V - 2012
  • Freud - Vol. IX
  • Fora de mim - 2011
  • Família de alta perfomance
  • Fadas no divã, Diana L. Corso e Mario Corso
  • Fadas no divã
  • Eu sei que vou te amar
  • Enquanto o amor não vem
  • Doidas e santas
  • Divã
  • De frente para o Sol - 2011
  • Crime e castigo
  • Conversas sobre terapia
  • Contra um mundo melhor -2011
  • Comer,rezar,amar
  • Cartas a um jovem poeta
  • Caim
  • As pequenas memórias
  • As intermitências da morte
  • Amor é prosa, sexo é poesia
  • Alter Ego
  • Agape - 2011
  • Aforismos - 2011
  • A trama do equilibrio psiquico
  • A sabedoria dos mitos gregos - Aprender a Viver II - 2011
  • A sabedoria da vida
  • A idade dos milagres
  • A história de Edgard Sawtelle
  • A doçura do mundo - 2011
  • A cidade do sol
  • A Cabana
  • 2016-Verdades e Mentiras, Cortella, Dimenstein, Karnal e Pondé
  • 2016-Pressentimentos e suspeitas, Ivo Storniolo
  • 2016-O poder do discurso materno, Laura Gutman
  • 2016-O oitavo selo, Heloisa Seixas
  • 2016-O ano do pensamento mágico, Joan Didion
  • 2016-Mulheres de cinza, Mia Couto
  • 2016-Freud, obras completas, vol. 18
  • 2016-Felicidade ou Morte, Clovis de Barros Filho e Karnal
  • 2016-Enclausurado, Mc Ewan
  • 2016-Dias de abandono, Elena Ferrante
  • 2016-Depois a louca sou eu, Tati Bernardes
  • 2016-Como eu era antes de você, Jojo Moyes
  • 2016-Ah, que bom que eu sei, Brugitte Gross e Jakob Scheneider
  • 2016-A Peste, Albert Camus
  • 2016-A noite do meu bem, Ruy Castro
  • 2016-A felicidade é fácil , Edney Silvestre, Segunda Leitura
  • 2016-A árvore familiar, Denny Johnson
  • 2016-A alma imoral, Nilton Bonder
  • 2016- O livro dos insultos, H.L. Mencken
  • 2015-Tomar a vida nas próprias mãos , Gudrun Burkhard
  • 2015-Pimentas, Rubem Alves
  • 2015-Pequeno tratado das grandes virtudes - André Comte-Sponville
  • 2015-Pai rico pai pobre - Robert T. Kiyosaki
  • 2015-Os amigos, Hamlet L. Quintana
  • 2015-Onde foi que eu acertei? Francisco Daudt
  • 2015-O sol é para todos", Harper Lee
  • 2015-O que a vida me ensinou, Mario Cortella
  • 2015-O incolor Takurukami..., Haruki Murakami
  • 2015-O brilho do bronze, Boris Fausto
  • 2015-Numero Zero, Umberto Eco
  • 2015-Na berma de nenhuma estrada, Mia Couto
  • 2015-Interpretação e manejo na Clínica Wiicottiana, Ela O. Dias
  • 2015-Dom Quixote, Miguel de Cervantes
  • 2015-Diga aos lobos que estou em casa, Carol R. Brunt
  • 2015-Criaturas de um dia, Irvin Yalom
  • 2015-Como envelhecer, Anne Karpf
  • 2015-As pequenas virtudes, Natalia Ginzburg
  • 2015-A visita cruel do tempo, Jennifer Egan
  • 2015-A mágica da arrumação , Marie Kondo
  • 2015-A grande arrete de ser feliz, Rubem Alves
  • 2015-A filosofia de Rudolf Steiner e a crise dompensamento contemporâneo, Andrew Welburn
  • 2015- Pensar bem nos faz bem, M. S. Cortella
  • 2015- Nao nascemos prontos, M. S. Cortella
  • 2014-Uns cheios, outros em vão, Heloísa Seixas
  • 2014-Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra, Mia Couto
  • 2014-Totem e Tabu, S. Freud
  • 2014-Textos de Winnicott
  • 2014-Textos de Pichon Riviere
  • 2014-Textos de Grupos, uma visáo psicanalítica
  • 2014-Textos de Bion
  • 2014-O segredo do meu marido, L . Moriestay
  • 2014-O retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde
  • 2014-O nome próprio, Francisco Martins
  • 2014-O fotógrafo, Cristóvão Tezza
  • 2014-Fim, Fernanda Torres
  • 2014-Ensaio sobre a mentira, José Outeiral
  • 2014-Do universo à jabuticaba, Rubem Alves
  • 2014-Conhece-te a ti mesmo, José Outeiral
  • 2014-Adultescer, J. Outeiral
  • 2014-A revolta do corpo, Alice Miller
  • 2014-A festa da insignificância, Milan Kundera
  • 2014-A Ciranda das Mulheres Sábias, Clarissa P. Estés
  • 2014-1Q84, Vol. IIIHaruki Murakami
  • 2013 - Voce já pensou em escrever um livro?
  • 2013 - Subliminar
  • 2013 - Sr. Psicólogo, diga-me como ser feliz
  • 2013 - Por que você é minha - I
  • 2013 - Por que você é minha - II
  • 2013 - Por favor, cuide da mamãe
  • 2013 - Os quatro vínculos
  • 2013 - O Rabino e o Psicanalista
  • 2013 - O psicanalista vai ao cinema
  • 2013 - O oceano no fim do caminho
  • 2013 - O fio das missangas
  • 2013 - Nu, de botas.
  • 2013 - Inferno
  • 2013 - Filosofando no Cinema
  • 2013 - Elogio da mentira
  • 2013 - A vida que vale a pena ser vivida
  • 2013 - A graça da coisa
  • 2013 - A arte de amar
  • 2013 - 1Q84 Vol. II
  • 2013 - 1Q84
  • 2012 - Se eu fechar meus olhos agora
  • 2012 - Rimas de Vida e de Morte
  • 2012 - Profissão: Bebê
  • 2012 - Os sentidos da vida
  • 2012 - O retorno do jovem príncipe
  • 2012 - O clube do filme
  • 2012 - O amor companheiro
  • 2012 - Mulher Desiludida
  • 2012 - Fragmentos Clínicos de Psicanálise
  • 2012 - Feliz por nada
  • 2012 - É tudo tão simples
  • 2012 - Depressão:dos sintomas ao tratamento
  • 2012 - Como manter a mente sã
  • 2012 - Como deixar de ser gordo
  • 2012 - Como amar uma criança
  • 2012 - A queda
  • 2012 - A poesia do encontro
  • 2012 - A felicidade é fácil
  • 2012 - A elegância do ouriço
  • 2012 - A criação, segundo Freud